Descrição heráldica e explicação simbólica

brasão 500 anos pq png

Brasão: conjunto de dois escudetes de azul e vermelho. O primeiro, escudo de azul, carregado de uma cruz de ouro sobre uma caveira e dois ossos, passados em aspa, com as letras M e Z a ladearem a cruz e o ano 1516 sob a primeira letra, tudo de prata. O segundo, escudo de vermelho, um pé ondado de três faixetas de prata e azul, delas saindo  três ilhéus de negro, cada um encimado por uma torre de prata, lavrada de negro, aberta e iluminada do campo, sendo a do meio mais alta.

Sob os escudetes, em maiúsculas a negro, a palavra “CAMINHA”
Dois ramos de Louros, de verde, passados em aspa e atados de ouro a orlarem os escudetes.
Coroa Mariana, de ouro, realçada e aberta de negro, com os dizeres em maiúsculas, também a negro, “SANTA CASA DA MISERICÓRDIA”, encrostada de pedras preciosas de safiras e rubis, suportando uma quina de azul carregada de cinco besantes de prata, que por sua vez se submete a uma pomba de prata nimbada de azul.

bandeira_pq

Explicação simbólica

A heráldica, brasão ou armas da Santa Casa de Misericórdia de Caminha, está composta por um conjunto de símbolos, cujo significado se explica:
Dois escudetes irmanados sendo um de azul e o outro de vermelho.
O primeiro, de azul, que representa a Justiça, ostenta alegorias próprias da Santa Casa a saber:
A Cruz, que simboliza o calvário é um indicativo de carácter religioso e cristão das Irmandades das Santas Casas de Misericórdia.
A Caveira e Ossos são o símbolo das 14 Obras de Misericórdia, que se constituem como programa das Santa Casas, por vontade da sua fundadora, a rainha D. Leonor, em 1498. A última das Obras de Misericórdia Corporais consiste precisamente em enterrar os mortos.
As letras, M e Z, significam misericórdia em escrita antiga.
A numeração, 1516, indica o ano de fundação da instituição no concelho de Caminha.
O segundo, de vermelho, reflecte as armas do concelho de Caminha, onde se insere a Santa Casa da Misericórdia, uma das mais importantes instituições caminhenses.
A coroa de Louros, de verde, atada de ouro, simboliza a honra, transportada há centenas de anos, em resultado de altruísticas vitórias em favor dos povos caminhenses.
A encimar este conjunto, tem-se uma Coroa Mariana, de ouro, realçada e aberta de negro, com os dizeres em maiúsculas, também a negro, “SANTA CASA DA MISERICÒRDIA”, encrostada de pedras preciosas de safiras e rubis que é, simultaneamente, laica e religiosa.
Laica quando se identifica com as dinastias portuguesas desde D. Manuel I, em virtude de uma das quinas incrustadas.

Religiosa, cristã, quando se submete a uma pomba branca, nimbada de azul, ou seja, uma coroa Mariana, que simboliza, simultãneamente, Nossa Senhora da Misericórdia e Nossa Senhora da Assunção, Esta a padroeira de Caminha, .
A bandeira branca, com os cordões e borlas de azul e branco, para além de respeitarem as regras heráldicas, têm o dom de reflectirem a pureza da instituição num dos seus fundamentos mais nobres: dar a Paz a quantos puder dar.

Carlos Alberto Mouteira Fernandes, em Novembro de 2007, após  estudo, elaborou o desenho com a respectiva  fundamentação heráldica, tendo sido aprovado por unanimidade, em Assembleia Geral da instituição.

Santa Casa da Misericórdia de Caminha no Facebook
Contactos
 
Sede 258 921 493 e 934 690 164
scmisericordiacmn@sapo.pt
Notícias
NOTÍCIAS ANTERIORES
Eco escolas

facebook